Notícias

19.07.2021

Na contramão do desemprego juvenil, ESV acelera inserção de alunos

Mesmo com o Brasil enfrentando um alto índice de desemprego – problema que é ainda maior entre na faixa entre 18 e 24 anos – a Escola Social do Varejo (ESV) vem conseguindo ampliar a inserção de jovens no mercado de trabalho mesmo entre os alunos que ainda estão realizando o curso. A ESV, programa idealizado pelo Instituto Grupo Big, realiza há mais de uma década a formação de jovens e os apoia na busca pelo primeiro emprego.

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego no Brasil atingiu a taxa recorde de 14,7% no 1º trimestre de 2021, situação agravada pela piora da pandemia do coronavírus no país. Entre os jovens de 18 a 24 anos, a taxa foi bem mais alta, atingindo 31%.

A ESV mantém historicamente um índice de inserção médio de 80%. Esse dado considera o percentual de jovens que conseguem oportunidades de emprego até seis meses após a conclusão da formação. Normalmente, o trabalho de preparação e encaminhamento para entrevistas era intensificado nas últimas semanas do curso ou após a finalização.

Nas turmas atuais dos três núcleos do programa, sediados em Osasco (SP), Salvador (BA) e Recife (PE), já há um percentual expressivo de alunos trabalhando. Até o início de junho, faltando um mês e meio para a finalização, aproximadamente 20% já havia conseguido emprego.

A realização da formação da ESV totalmente a distância – o que passou a acontecer desde o primeiro semestre de 2020 com a chegada da pandemia – facilitou que os jovens possam trabalhar enquanto realizam as aulas online e finalizam as etapas do curso.

Outro ponto que mostrou a necessidade de antecipar a inserção dos alunos foi o agravamento da situação socioeconômica das famílias, o que tornou trabalho dos jovens ainda mais relevante para a renda familiar. Uma sondagem com alunos feita pelo Instituto Aliança, parceiro técnico do programa, indicou que grande parte deles vivenciou situação de insegurança alimentar em algum momento desde a chegada da pandemia.

Aumento da inerção no Grupo BIG

A grande maioria dos alunos das turmas atuais vem sendo inserida pelo Grupo BIG. Para tornar isso possível, a equipe do Instituto Grupo BIG vem realizando um trabalho interno se sensibilização e a identificação de possíveis áreas que possam absorver essa mão-de-obra.

“A Escola Social do Varejo é nosso principal programa de investimento social. Acreditamos que investir na formação desses jovens contribui para a redução das desigualdades e para construir um país mais justo e diverso. Com esse propósito, também temos ampliado a oferta de oportunidades de trabalho para eles nas nossas lojas, escritórios e centros de distribuição”, destaca Catia Porto, diretora executiva de Recursos Humanos e Assuntos Corporativos do Grupo BIG.

Uma mudança decorrente desse esforço para inserção dos jovens é a contratação de alunos para cargos efetivos e não apenas para posições de aprendiz, como historicamente vinha acontecendo.

Stephany Dantas de Jesus é um exemplo dessa situação. Ela é aluna da turma atual da ESV em Salvador. Em maio, foi contratada como operadora do Super Bompreço Brotas, do Grupo BIG. “Fiquei muito feliz porque meu objetivo era conseguir um trabalho formal.”

Para ela, conseguir um trabalho está possibilitando ajudar a família e também fazer planos para o futuro. Confira aqui a história de Stephany.

 

 

Por Luciana Cavalini - Tags:

Veja também:

Av. Tucunaré, 125 Alphaville Barueri / SP
instituto@big.com.br

© 2005 - 2022 Instituto Grupo BIG.

Siga nas redes

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência ao usar o site e nossos serviços. Ao utilizar nosso site, você concorda com tal monitoramento.